Com a vitória de Thatcher na Grã-Bretanha e de Reagan nos EUA, os anos 80 iniciaram uma nova onda, o neoliberalismo. Na verdade uma versão do antigo liberalismo. O que eles apresentavam de novo tinha, pelo menos 200 anos: o Estado longe das atividades econômicas, atuando apenas como um regulador no caso de abusos.

Em Pindorama o neoliberalismo deu as caras na década de 90. Inicialmente com Collor, depois com Itamar e FHC 1 e 2. Qual a grande medida neoliberal? Ora, o Estado deve intervir o mínimo — de preferência nada — na vida econômica da sociedade, por isto os governos acima privatizaram o que foi possível.

Seria excelente para o povo, pois, além do governo levantar um dindim — que supostamente seria utilizado na área social (da mansão de alguém?!) — os serviços prestados melhorariam com a criação das Agências reguladoras dos serviços das empresas particulares.

Os resultado são estes monumentos à incompetência: a Anatel (telefonia) e a Anac (aviação civil). O resto você já sabe.

Isto tudo é para dizer que fiquei sem internet sábado e domingo por culpa da Claro. 3G? Ah, sei… Acredite em apenas metade do que vê e em nada do que ouve.

Advertisements