Janeiro 2008


03_2rodler.jpg

Cesare Lombroso foi um médico italiano pioneiro nos estudos de criminologia. Apesar de sua inegável importância no surgimento da ciência forense, sua fama se deve à criação dos tipos criminosos.

Ele acreditava que os foras-da-lei nasciam com uma predisposição ao crime. A partir da análise e medição de algumas partes do corpo, Lombroso afirmava ser possível prever qual tipo de crime aquela pessoa realizaria. Durante as décadas de 30 e 40, na Alemanha, os nazistas utilizaram as idéias de Lombroso para classificar os judeus e outras raças como inferiores e propensos ao crime.

Recebi com surpresa a notícia que cientistas do Rio Grande do Sul desejam fazer uma pesquisa com adolescentes da antiga Febem gaúcha. Estes cientistas desejam rastrear o cérebro dos adolescentes que tenham cometido crimes violentos, para procurar características que possam ser vinculadas à prática criminosa. A idéia é analisar a área cerebral que controla nossos impulsos. Para completar, outros cientistas querem colher amostras de DNA dos jovens com o mesmo objetivo.

É o mais puro preconceito. É claro que existem pessoas mais impulsivas que outras, mas ser impulsivo não é ser criminoso.Muito mais importante seria fazer este mesmo tipo de pesquisa a respeito das condições de vida que levaram estas pessoas a crimes violentos. Por que não fazer isto com os riquinhos da zona sul que agridem empregadas nos pontos de ônibus? Ou com corruptos em seus cada vez mais brancos colarinhos?

O estudo precisa de autorização da justiça. Tomara que ela não permita a utilização de nossos adolescentes como cobaias.

_____________________________________

_ Para a matéria do Fantástico sobre a pesquisa, clique aqui.

_ Para saber mais sobre Cesare Lombroso, clique aqui.

Anúncios

Há 60 anos, o Mahatma — grande alma para os hindus , nascido Mohandas Karamchand Gandhi, foi assassinado durante uma reunião de oração. Em sua homenagem a ONU proclamou 30 de janeiro o dia da não-violência e da paz.
Gandhi é a figura central do movimento de independência da Índia. Sua liderança neste processo foi singular: pregou a desobediência civil contra o domínio inglês, usou o jejum como forma de protesto e optou radicalmente pela não-violência, chegando a afirmar que abandonaria a luta caso se tornasse uma revolução armada.

Ele conseguiu a independência mas não a unidade do país. Em 1947, os conflitos internos entre muçulmanos e hindus levaram o processo a um destino diferente do pensado por Gandhi — a região se dividiu em dois países: a Índia, de maioria hindu; e o Paquistão, de maioria muçulmana. Para o Mahatma, todos poderiam conviver em uma mesma nação. Não foi compreendido.

Nestes tempos de doutrina Bush, quando matar vem antes de conversar, é difícil acreditar que uma pessoa como Gandhi realmente existiu e foi bem sucedido em sua missão de libertar a Índia. Tudo sem disparar um tiro sequer.

____________________________________________

_ Para saber mais sobre o dia da não-violência, clique aqui.

_ Para a biografia de Mahatma Gandhi, clique aqui.

_ Para frases e citações de Gandhi, clique aqui.

 

 


harry.jpg

William Lamin foi um soldado inglês que lutou na Primeira Guerra entre 1917 e 1918. Durante este período, ele manteve uma intensa correspondência com sua esposa e seus irmãos. Seu neto encontrou estas cartas e resolveu criar um blog.

O mais legal é que a correspondência tem sido postada no blog no mesmo dia em que foi escrita, com a diferença de exatos 90 anos. A primeira carta, de 7 de fevereiro de 1917, é destinada à Kate, sua irmã. Nela, além de comentar sobre a vida familiar ele explica as condições nada ideais do campo de treinamento em que ele se encontrava.

O neto, que também se chama William, não divulgou o desfecho de seu avô, o que mantém o suspense sobre o final da história.

_____________________________________

_ Para o blog com as cartas de William Lamin, clique aqui.

_ Se você não sabe inglês, use o Babel Fish. Não fica igual mas quebra um galho. Para a página traduzida pelo Babel Fish, clique aqui.

Tem feito sucesso na internet uma aula sobre a Primeira Guerra Mundial. O professor afirma, entre outras bobagens e inúmeros palavrões, que rendição da Alemanha na Primeira Guerra se deveu à Batalha das Toninhas. Os alemães, segundo ele, estariam atemorizados pelo fato de os brasileiros terem matado um grupo de toninhas, imaginando tratarem-se de submarinos inimigos.

A Alemanha vivia o caos em 1918. Por causa dos anos de guerra e do bloqueio aliado fome e doenças dizimavam a população civil. O clima era propício à uma revolução, ainda mais com a contribuição dos socialistas, contrários à guerra desde o primeiro momento. Em vários pontos do país ocorriam sublevações, incluindo aí a proclamação de uma república na Baviera. É neste cenário que o Kaiser Guilherme II abdicou ao trono, sendo o governo alemão ocupado pelos socialistas, que imediatamente assinaram a rendição.

Para trabalhar em pré-vestibular o professor tem que ser mágico. Ensinar toda a História mundial — com apronfundamento em história da América e do Brasil, corrigir exercícios, debater filmes e livros, comentar os últimos acontecimentos e acalmar o povo — vestibulando é um ser estressado e ansioso por natureza, tudo isto em 8 meses, com 4 aulas semanais. Tarefa para Mister M nenhum botar defeito.

O fardo é pesado e para evitá-lo muitos professores optam pelo anedotismo. A aula vira uma rotina de stand-up — aquele formato de show norte-americano onde o comediante  atua sozinho no palco, sem cenário ou figurino. Neste tipo de aula-show o conhecimento é desvalorizado em nome da graça, mesmo que ela subverta o real sentido do que está sendo ensinado. Afinal, para professor-showman uma boa piada não tem preço.

O que este professor não percebe é que as piadas têm um preço pago pelo aluno. A perda de tempo, as simplificações e a superficialidade deste tipo de aula são sentidas tão logo o estudante necessite daquele conhecimento. No entanto o professor, engraçado e geralmente muito popular, não é alvo de críticas pelo seu fraco desempenho.

Para qualquer professor ou palestrante a anedota é fundamental. Ela deve ser rápida e totalmente pertinente. A anedota ajuda, pois cria uma pausa para descanso e organização das idéias da audiência e do orador. A piada pode ajudar a criar um clima mais relaxado e favorável ao conhecimento, mas nunca deve aparecer mais do que ele.

Entretenimento é entretenimento, aula é aula.

Em tempo: o professor da aula em questão é um bom comediante.

____________________________________

_ Para ver o vídeo da aula citada, clique aqui.

_ Para saber mais sobre a Batalha das Toninhas, clique aqui.

_ Para 0 fórum de Fernando Leão sobre a aula, clique aqui.

_ Para saber mais sobre a Primeira Guerra Mundial, clique aqui.

Não fui ao Hollywood Rock de 1992. Perdi o showzaço feito por Paralamas e Titãs, juntos, dividindo o palco. Pior, vi tudo ao vivo pela TV. Sou dado a arrependimentos musicais e cultivei este por anos, até que, em dezembro, chegou-me a notícia da reedição da parceria para uma curta turnê pelo Brasil.

Fui ao show de ontem aqui no Rio. E que show! Duas horas e meia de sucessos cantados a plenos pulmões por todos os que enfrentaram a chuva para participar da festa. Mais as participações de Arnaldo Antunes — que foi obrigado pela platéia a cantar “O Pulso” e Samuel Rosa. Isto sem falar no show das baterias de João Barone e Charles Gavin.

Noite memorável. Se você perdeu, não precisa ficar muito triste, vai virar DVD.

______________________________________

_ Para alguns vídeos do show de sábado, via You tube , clique nas músicas a seguir: O Calibre, Lugar nenhum , Aluga-se , Comida , Epitáfio .
_Para saber mais da turnê 25 anos de rock — Titãs e Paralamas, clique aqui.

Clique aqui para outras charges de Pelicano.

 Alex Oliveira, rei momo do Rio de Janeiro há 10 anos. Ele fez cirurgia de estômago para redução de peso.

A escolha do rei Momo de Salvador gerou polêmica. Clarindo Silva venceu a competição deste ano, mas pesa 58 Kg. Seus adversários, revoltados, levaram o caso à justiça, pois as regras do concurso determinavam peso mínimo de 120 kg aos candidatos. A juíza Aidê Quais anulou a escolha, determinando que a eleição continuasse com os demais concorrentes.

Segundo a juíza, “a tradição popular deve ser mantida e a escolha de um Rei Momo magro só fortalece o estereótipo estético da magreza predominante na sociedade. (…) Quando se fala de Rei Momo todo mundo pensa em uma pessoa avantajada. É a cultura do povo. Para mudar esse perfil é preciso preparo. Além disso, os gordinhos já são recriminados e justo quando eles têm um lugar garantido querem retirar esse espaço.”

Momo é o nome de um deus grego, ligado ao sarcasmo e à ironia. Segundo a mitologia, era tão chato que foi banido do monte Olimpo e enviado à terra. Desta maneira ele adentrou ao mundo dos festejos humanos.  Em várias cidades do mundo Momo é lembrado ora como o deus zombeteiro expulso do Olimpo, ora, a exemplo do Brasil, como o monarca que conduz a folia nos dias de carnaval.

O primeiro rei Momo do Brasil foi um repórter de turfe do jornal “A noite”, do Rio de Janeiro. Escolhido pelos colegas de redação, em 1933, o gordo Moraes Cardoso reinou absoluto como o monarca da folia da cidade pelos anos seguintes. Após sua morte, em 1948, o rei do carnaval passou a ser escolhido por concurso. As exigências incluíam ter no mínimo 130 kg e uma disputa entre os candidatos para saber quem comia mais.  Em 2002, um decreto da prefeitura acabou com o peso mínimo para os candidatos à rei Momo.

O surgimento da versão light de rei Momo nas duas capitais do carnaval do Brasil, veio da mudança da mentalidade de nossa sociedade com relação ao peso. Em outras épocas, menos abastadas e menos científicas, um corpo rechonchudo era sinônimo de felicidade, abundância e riqueza. Durante o século XX, a medicina ligou o excesso de peso à inúmeras doenças. A gordura foi demonizada. Gordo virou sinônimo de desleixo e de preguiça.

O rei momo é um um dos últimos ícones ligados à esta visão mais antiga da gordura. Só espero que ele não se torne anoréxico, bulímico ou se intupa de remédios para emagrecer.

______________________________

_ Para a notícia sobre a escolha do rei Momo de Salvador, clique aqui.

_ Para a história do rei Momo, clique aqui.

_ Para a notícia sobre o fim do rei momo gordo no Rio de Janeiro, clique aqui.

Página seguinte »