Tal pai tal filho 

Diz a sabedoria popular: A fruta não cai longe da árvore. Ou então: cara de um, focinho do outro. Ou ainda: tal pai, tal filho. Não tem jeito, o filho é igual ao pai. Esta lógica imbatível da natureza se torna clara, cristalina, nos momentos em que estou frente a frente com os progenitores dos habitantes de minhas salas de aula.

Você já viu uma criança repetindo tudo o que os pais dizem? Pois quando os bebês crescem, repetem muito mais do que as palavras paternas. Gestos, postura, personalidade e caráter são moldados na forma de nossos pais. Muitas vezes quando o pai aparece na esquina já sabemos quem é seu filho. É claro, o tipo é parecido, mas é na alma que as marcas da herança paterna são mais evidentes. Filhos de pais educados são educados, filhos de mal educados são mal educados.

Esta pequena reflexão empírica traz uma conclusão. Se você é pai, é sua responsabilidade cuidar da educação de seu filho. É seu nome que está em jogo. Não adianta pensar que você pode relaxar e nós, da escola, vamos dar jeito em tudo. Saiba você que todas as bobagens que você falar e todas as atitudes nada exemplares que você tomar serão repetidas em todos os detalhes por seu filho. Lamento informar,  esta responsabilidade você nunca poderá dividir com ninguém.

Quanto aos filhos, todos nós, podemos ajudar honrando a educação e o nome que nossos pais nos deram.

_________________________________ 

_  Dia destes, a Dani, do Todo mundo quer confete, escreveu um post muito interessante sobre este mesmo tema, para ler, clique aqui.

Anúncios