Eu e o salto do rio Preto; placa na entrada de Alto Paraso; eu e Chris em Pirenópolis; noitada sertaneja em Goiânia (da esquerda: Lupa, Cacá, Flávio, Chris e eu).

Tinha prometido três dias, mas foi impossível cumprir o previsto desde o último post. Na cidade que escolhi para ter acesso à chapada, Alto Paraíso de Goiás, não existe lan house ou nada do gênero. É uma cidadezinha de 7000 habitantes. Grande parte destes são naturebas, hippies ou gente ligada ao misticismo. Para que internet se a comunicação é extra-sensorial, né não?

Quanto ao passeio na Chapada, foram três dias de caminhadas pelo parque e pelas fazendas da região. Requisitamos os serviços de uma guia (Luisimar, excelente. Quando for é só procurar por ela no setor de orientação ao turista) e demos início à nossa aventura. Que lugares fantásticos. Em três dias visitamos 15 cachoeiras diferentes. O bom é que faltam ainda 285 para serem vistas em outra oportunidade.

Depois dos dias de caminhada, voltamos para Goiânia para passar mais um final de semana abusando da hospitalidade dos amigos gente boa, Lupa e Cacá. Amigos, obrigado mesmo pela acolhida!

Depois de tudo, vou ser obrigado a trabalhar um pouco. O bom é que só assim atualizo o blog com freqüência.