Durante o governo do presidente Arthur Bernardes (1922-1926), foi instituído o Dia Nacional da Criança. Ele foi criado, em 1924, por iniciativa do deputado federal Galdino do Valle  Filho como uma homenagem às criancinhas do Brasil.

O dia das crianças era só uma data esquecida até que Estrela e Johnson & Johnson se associaram para criar a Semana do Bebê Robusto, em 1960.  A promoção deu tão certo que as empresas resolveram mantê-la nos outros anos. Só faltava uma data fixa. Alguém lembrou do decreto de 1924 e o 12 de outubro ficou marcado definitivamente como o dia das crianças.

Já a festa de Nossa Senhora de Aparecida não tinha dia certo até 1953, quando a CNBB (Confederação Nacional dos Bispos do Brasil) fixou o dia 12 de outubro como a festa da padroeira. Em 1980, por ocasião da visita do papa João Paulo II, o presidente militar João Figueiredo transformou a data em feriado nacional.

A santa, cuja imagem foi encontrada no rio Paraíba do Sul, por pescadores, no século XVIII, sempre teve muitos devotos no Brasil. Em 1930, ela foi escolhida pelo Papa Pio XI  como padroeira oficial do Brasil. Um ano depois, Getúlio Vargas, com o objetivo de conseguir o apoio da Igreja Católica para seu governo, oficializou a festa por aqui.

Existe um terceiro evento importante neste dia, o descobrimento da América. Colombo teria aportado em uma ilha da América Central, em 12 de outubro de 1492.

Advertisements