Escrevi, mês passado, sobre cinco bizarros candidatos a deputado, cuja campanha motivou uma matéria na Folha de São Paulo. Eleições findas, vamos ao saldo da nossa miséria política.

Clodovil se transformou em um dos deputados federais mais votados do Brasil. O estilista conseguiu mais de 400.000 votos para a câmara federal.  O forrozeiro Frank Aguiar foi outro a obter sucesso. Com 144.000 votos também passou a integrar a bancada federal paulista. 

Valentina Caran, que também disputou vaga para a câmara (e não para a assembléia legislativa, como eu havia informado), obteve 6.177 votos e não foi eleita. Salete Campari (3.686 votos) e Marielza do BBB (384 votos) foram as outras derrotadas nas urnas.

Mais do que a eleição do estilista e do forrozeiro em São Paulo, outros vitoriosos nestas eleições são de deixar os cabelos em pé. Collor se elegeu senador por Alagoas com mais de meio milhão de votos. Maluf, mesmo tendo ficado preso por 40 dias no ano passado,  conseguiu mais de 700.000 votos para deputado federal, tornando-se o campeão desta eleição.

Apesar dos pesares existe uma luz no fim do túnel. Dos 63 mensaleiros e sanguessugas indiciados que buscaram a reeleição, 51 foram derrotados nas urnas.

Eu sei. 12 sanguessugas de volta ao congresso ainda é muito. No entanto, lentamente o povo brasileiro está aprendendo a votar.

É nisto que eu quero acreditar.

________________________________________

_Para todos os resultados das eleições 2006, clique aqui.

_Para a lista dos mensaleiros e sanguessugas eleitos e derrotados, clique aqui.