timmaia-racional.jpg

Em 1975, Tim Maia tinha uma carreira respeitada como cantor e compositor. Seus quatros discos lançados até então, alcançaram sempre os primeiros lugares entre os mais vendidos.

Foi quando tudo mudou. Tim mergulhou de corpo e alma na cultura racional, uma seita que pregava a imunização racional através do livro “Universo Desencanto”. Tudo se transformou. O cantor abandonou as drogas e a bebida, passou a se apresentar sempre de branco e obrigou que os músicos de sua banda se convertessem à nova doutrina.

No auge do sua conversão, largou sua antiga gravadora e através de um selo próprio lançou os volumes do disco” Tim Maia – Racional”. Duas obras-primas realizadas a partir de algo aprarentemente impossível de ser musicalizado.

Pouco após ao início de sua experiência mística, Tim se desiludiu com tudo aquilo e renegou as composições do período. Nunca permitiu que fossem editadas em CD, razão pela qual o vinil virou um raro e caro artigo de colecionador.

Entretanto, este ano a gravadora Trama lançou o primeiro dos dois discos em CD. Ouça aqui.